31 de dezembro de 2014

ADEUS ANO VELHO, FELIZ ANO NOVO

Todo mundo, no final do ano, principalmente em dezembro, entre as festividades do Natal e do Ano Novo sempre escutam nas redes de comunicação as mesma músicas, não é?

"Adeus ano velho, feliz ano novo, que tudo se realize no ano que vai nascer, muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender" ou ainda, "Este é o novo dia, de um novo tempo que começou..", mas será que vivemos um ANO NOVO mesmo?
Será que o ano velho ficou para trás?
Se o ano velho ficou para trás não deveria ficar o tudo mais que vivemos que não nos fez chegar a Deus? 
As angustias, os medos, as aflições, as faltas de compreensão, o desamor, a falsidade, o ódio e outras coisas que não nos fazem caminhar como verdadeiros cristãos! Porém, muito disso não acontece, o que acontece realmente é que nós carregamos de um ano para o outro o acúmulo de nossas vidas, carregamos remorsos, tristezas, palavras desviadas, grosseiras, além do mais um coração vazio e muitas vezes endurecido, um coração que não se abre para amar, não se abre para o novo!
Podemos cantar quantas músicas forem necessárias, mas se eu não se abrir para o que se chama CONVERSÃO, SER HOMEM/MULHER NOVO (A) e ter principalmente DEUS e sua PALAVRA no coração, poderemos passar e passar de ano pode vir 2015, 2016, 2017... e continuaremos ainda iguais!

Fiquem com Deus
Um ano cheio de Paz!
Tenhamos um ANO NOVO
Pe. Daniel Bento Bejo

24 de setembro de 2014

Mês da Bíblia - celebramos 3 anos de evangelização do Blog Partilhando Palavra

Meus amigos Boa Tarde!
Acredito ter já postado este artigo, mas como cada ano celebrando o mês de Setembro, o mês da Bíblia, temos um temário diferente para cada ano que passa!
E é também com tamanha alegria que estamos celebrando como blog 3 anos de existência levando a Boa Nova, formações, coisas boas para o nosso engrandecimento espiritual...
Aproveitem façam a divulgação para que a Palavra seja ressoada em todos os lugares e partes do mundo! 

Mês da Bíblia: “Ide, ensinai e fazei discípulos” (cf. Mt 28,18-19)


Neste mês de setembro a nossa Igreja dedica-se à Palavra de Deus, ou seja, celebramos o mês da Bíblia.
Bíblia significa livrinhos, livros pequenos, e ela é dividida em duas partes no qual denominamos Antigo Testamento, que é antes de tudo “uma historiografia (estudo e descrição da história) em que Deus é a personagem mais importante, cabendo a ele iniciativa e que realiza um projeto de salvação” (Dicionário Enciclopédico Teológico – LEXICON p. 31) e o Novo Testamento, este que “não vem abolir o antigo, mas para dar-lhe cumprimento” (Dicionário Enciclopédico Teológico – LEXICON p. 535) e é também nesses escritos que “encontramos confirmada e professada à mesma fé dos livros do Antigo Testamento”. (Dicionário Enciclopédico Teológico – LEXICON p. 79). Nela contêm setenta e três livros que estão divididas em diversas categorias: o Pentateuco, os Livros Históricos, os Livros Poéticos e Sapienciais, os Livros Proféticos, os Evangelhos Sinóticos, o Evangelho de João, os Atos dos Apóstolos, às Epistolas de São Paulo, a Epistola aos Hebreus, as Cartas Católicas e o Apocalipse.
Em nossos tempos modernos e não somente na formação dos futuros dispensadores da Boa Nova, mas cada um de nós, leigos é necessário que tenhamos um coração aberto para a prática da Palavra de Deus em nossas vidas como a sua meditação na Lectio Divina. É importante frisar o que diz Sua Santidade Papa João Paulo II no discurso sobre a Interpretação da Bíblia na Igreja, que a Leitura Orante da Palavra “é uma leitura, individual ou comunitária, de uma passagem mais ou menos longa da Escritura acolhida como Palavra de Deus e que se desenvolve sob a moção do Espírito em meditação, oração e contemplação” (Papa João Paulo II Interpretação da Bíblia na Igreja. São Paulo: Paulinas. p.150)
A prática da Leitura Orante deve ser de forma assídua além dos ambientes formativos, como nos presbíteros e religiosos (as), como nos indaga a Constituição Dei Verbum no número 25, que é necessário aos sacerdotes, em especial “a obrigação de comunicar aos fiéis que lhes estão confiados, as grandíssimas riquezas da palavra divina, sobretudo na Sagrada Liturgia (…) e ensinar no reto uso dos livros divinos de modo particular do Novo Testamento e, sobretudo dos Evangelhos” (CONCÍLIO VATINO II – Constituição Dogmática sobre a revelação divina – Dei Verbum. 10. ed. Nº37. São Paulo: Paulinas, 2004. p.28), mas a Palavra deve fazer parte da nossa vida de comunidade também, seja nas comunidades de bairro, na Matriz, nos Grupos de Oração, na Catequese, ou seja, em todas pastorais e movimentos da nossa Igreja deve estar sempre presente a Sagrada Escritura, como formar enriquecedora da nossa fé, sendo um grande alimento espiritual.
Portanto, é de grande importância dar valor a este magnífico tesouro que temos em nossas mãos que é a Sagrada Escritura, seja ela para a conversão, para a oração e meditação, mas que a Boa Nova seja parte fundamental na nossa vida, na pastoral e principalmente que seja morada dentro de cada um dos nossos corações, pois em nosso meio “a Palavra de Deus é viva e eficaz” (Hb 4,12). Este ano com grande ardor somos chamados a refletir neste mês da Bíblia, o Evangelho de Mateus, que assim sejamos estes fiéis discípulos de Nosso Senhor, levando a Palavra lida, meditada e colocada em prática na vida de tantas pessoas que precisam, dediquemos a leitura e meditação do evangelho de Mateus, já o fazemos em nossas celebrações dominicais e também na nossa semana, mas dedique a levar para sua vida uma forma de oração que possa chegar aos que necessitam como diz o lema deste mês “Ide, ensinai e fazei discípulos” (cf. Mt 28,18-19).
Pe. Daniel Bento Bejo

27 de fevereiro de 2014

O nosso OLHAR, nossas MÃOS e nossos PÉS

Vamos colocar a nossa vida nas mãos daquele que é o nosso Criador, nosso amado Deus!!!!!!!!!

Hoje o evangelho proposto para nossa reflexão diária é Mc 9,41-50 vem nos falar da nossa fidelidade a Palavra e à pessoa de Jesus Cristo. Que possamos colocar nossas mãos, nossos pés, nossos olhares a serviço do Reino e não do pecado, não de um caminho que nos leva para as trevas!
27
A vida daquele que segue Jesus Cristo, nossa de cristãos autênticos deve ser aquela voltada para as coisas do Reino, da palavra de Deus diária, anunciando até os confins da terra!
Hoje temos o livre arbítrio presente na nossa vida, em que temos a nossa escolha a fazer, que caminho seguir? O BOM ou O MAU? Muitas vezes os pés, o nosso olhar e até as nossas mãos nos apontam para o caminho errado, um caminho da cobiça, do egoísmo, das injúrias, em vez de levar para o caminho da FELICIDADE, ALEGRIA, AMOR!
Esta leitura vem falar não para cortarmos nossos pés, nossas mãos, mas vem falar e nos ensinar a prevenir as tentações presente na nossa vida diária! A viver uma vida segundo o Evangelho!

Onde o nosso olhar, nossas mãos e nossos pé estão voltados?

Fiquem com Deus!
Tenham um dia abençoado

Pe. Daniel

26 de fevereiro de 2014

Quem não é contra nós é por nós

Vamos meditar o texto do evangelho de hoje de S. Marcos 9,38-40:

Naquele tempo, João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem expulsar demônios em teu nome. Mas nós o proibimos, porque ele não nos segue”. Jesus disse: “Não o proibais, pois ninguém faz milagres em meu nome para depois falar mal de mim. Quem não é contra nós é a nosso favor”.

E para ajudar-nos nesta meditação, um comentário sobre este texto do Papa Francisco:

Quem não é contra nós é por nós

Hoje gostaria de meditar brevemente sobre outra expressão com a qual o Concílio Vaticano II definiu a Igreja: «Povo de Deus». […] O que quer dizer ser «Povo de Deus»? Antes de tudo, significa que Deus não pertence de modo próprio a qualquer povo, pois é Ele que nos chama, que nos convoca, que nos convida a fazer parte do Seu povo, e este convite é dirigido a todos, sem distinção, porque a misericórdia de Deus «deseja que todos os homens se salvem» (1Tim 2,4). 
Jesus nem diz aos Apóstolos nem a nós que formemos um grupo exclusivo, um grupo de elite. Jesus diz: «Ide e ensinai todas as nações» (cf Mt 28,19). São Paulo afirma que no povo de Deus, na Igreja, «já não há judeu nem grego […]. Pois todos vós sois um só em Cristo Jesus» (Gal 3,28). Gostaria de dizer, inclusive àqueles que se sentem distanciados de Deus e da Igreja, a quem sente temor ou é indiferente, a quantos pensam que nunca poderão mudar: o Senhor chama-te, também a ti, a fazer parte do seu povo, e fá-lo com grande respeito e amor! Ele convida-nos a fazer parte deste povo, do povo de Deus.
Como nos tornamos membros deste povo? Não é através do nascimento físico, mas mediante um novo nascimento. No Evangelho, Jesus diz a Nicodemos que é preciso nascer do alto, da água e do Espírito, para entrar no Reino de Deus (cf Jo 3,3-5). É através do Batismo que somos introduzidos neste povo, mediante a fé em Cristo, dom de Deus que deve ser alimentado e que devemos ajudar a crescer durante toda a nossa vida. Perguntemo-nos: como faço eu crescer a fé que recebi no meu Batismo? Como faço eu crescer esta fé que recebi e que o povo de Deus possui?

Tenham um dia abençoado e cheio de paz!
Com as benção de Deus
Fiquem com Deus e boa meditação

Pe. Daniel

21 de fevereiro de 2014

A fé, sem obras, é morta!!!!

Hoje vamos refletir um pouco a nossa fé!

São Tiago hoje nos coloca em sua carta que a nossa fé, sem obras, é morta como o corpo em espírito também é morto!
21
Como está a sua fé?

A fé que professamos diariamente nas nossas celebrações, por meio da fé que faço a experiência com Deus, pela nossa Igreja, pelos padres, pelos ensinamentos, pelos sacramentos, pela doutrina que somos chamados a estudar, que conheço a minha fé e sei transmiti-la  e defender a minha Igreja!
Que obras que faço em favor daquele que mais necessita da Palavra de Deus?
Estou sendo presença de Deus num mundo que sofre, num mundo que é violência, famílias que sofrem separação, que não contém o diálogo, não tem mais o amor, etc?
Mas quais os tipos de obras podemos fazer? "As obras de caridade as quais Deus nos chama a viver são: dar de comer a quem tem fome, dar de beber a quem tem sede, visitar aquele que está na prisão, cuidar do oprimido, do órfão, da viúva; ser uma presença de Deus para aqueles que sofrem" (Canção Nova).

E ainda Jesus nos convida a renunciar a tudo para segui-lo (Mc 8,34-9,1)... deixar para trás tudo aquilo que nos acomoda, que nos deixa sedentário para seguir tua Palavra e seguir teus ensinamentos.
Tomar a cruz e muitas vezes não queremos a nossa cruz ou nossas cruzes do dia a dia, queremos uma vida leve, queremos uma vida sossegada, mas aquele que assume a sua vida para Deus, este sofrerá tribulação, perseguição, mas se perder a vida por causa do Reino, de Jesus Cristo, este ganhará!

Meditemos hoje a nossa FÉ e nosso SEGUIMENTO a JESUS, estou me entregando totalmente a Ele?

Fiquem com Deus
Pe. Daniel

20 de fevereiro de 2014

Quem é Jesus?

Bom dia!
Vamos meditar o Evangelho de hoje com o texto de Marcos 8,27-33!
20
Quem é Jesus para você?
Se um dia Jesus chegasse a você e perguntasse: Quem dizem por aí que sou eu?

Depois Pedro professa a sua fé em Jesus dizendo que ele é o Messias!
E começa a falar que o Filho do Homem devera sofrer muito, ser rejeitado! Mas, para entendermos melhor, temos um comentário do site: www.evangelhoquotidiano.org

Comentário do dia São Rafael Arnaiz Baron (1911-1938), monge trapista espanhol
Escritos espirituais 07/04/1938

«Começou, depois, a ensinar-lhes que o Filho do Homem tinha de sofrer muito»

"Jesus bendito, que me ensinaram os homens que Tu não me tenhas ensinado na Tua cruz? Ontem vi claramente que só aprendemos acorrendo a Ti e só Tu nos dás forças nas provas e tentações; que somente ao pé da tua cruz, vendo-Te pregado a ela, aprendemos o perdão, a humildade, a caridade, a bondade. Não Te esqueças de mim, Senhor; olha para mim, prostrado na tua frente, e concede-me o que Te peço. Depois, que venham os desprezos, que venham as humilhações […], que me importa! Contigo a meu lado tudo posso. A lição prodigiosa, admirável, inexprimível que me dás com a tua cruz dá-me forças para tudo.
Cuspiram-Te, insultaram-Te, flagelaram-Te, pregaram-Te a uma cruz e, sendo Tu Deus, perdoaste, calaste-Te humildemente e ofereceste-Te a Ti próprio. Que posso dizer da tua Paixão? É melhor não dizer nada e que, no fundo do meu coração, medite no que o homem nunca poderá chegar a compreender; que me contente com amar profundamente, apaixonadamente, o mistério da tua Paixão. […]

Que doce é a cruz de Jesus! Que doce é sofrer perdoando! [...] Como não ficar louco? Ele mostra-me o seu coração aberto aos homens e por eles desprezado. Onde já se viu e quem alguma vez sonhou suportar tamanha dor? Como vivemos bem no coração de Cristo!"

Tenhamos um dia abençoado por Deus e que Ele esteja sempre no nosso caminho nos abençoando e nos iluminando a cada dia!
Que Jesus seja aquele que morreu por nós na cruz, oferece sua vida numa total entrega por nossos pecados!!!
Pe. Daniel

19 de fevereiro de 2014

Somos cegos?

Vamos meditar a Palavra de Deus do Evangelho de Mc 8,22-26

Hoje Jesus no evangelho traz a cura do cego e também vem para sarar as nossas cegueiras diárias!!!!
Cegueiras de quando não conseguimos compreender o processo de Deus na nossa vida! Hoje alguns são sensíveis ao toque de Deus na vida, na graça agindo na vida, mas tem muitas pessoas que esqueceram disso e não conseguem ver mais a graça de Deus por alguma cegueira presente na caminhada.

As vezes pensamos que Deus está lento no agir ou que se esqueceu de mim, mas será que para a GRAÇA de DEUS agir em nós é necessário também da nossa ajuda? E somos muitas vezes lentos para a CONVERSÃO, MUDANÇA DE VIDA e ENTENDER A GRAÇA DE DEUS na minha vida. Deus está lá batendo diariamente na porta do nosso coração e esquecemos de abrir!!!!!!

Outra coisa da nossa cegueira é quando não conseguimos enxergar o outro e só enxergamos nós mesmo:
- ME ISOLO
- VIVO NO MEU MUNDO
- só EU sou o mais IMPORTANTE
- VIVO NA MINHA "TRIBO"
Não me relaciono com ninguém. Ou muitas ocasiões da minha vida tenho tratado o outro como uma coisa e não como ser humano!
E quando o vejo como troca então só vejo se ele tem algo em troca para me dar! Pessoas são boas somente quando são úteis, porque quando se torna inútil, não preciso mais de você!

Hoje somos convidados a fazer este "encontro com Deus", por meio da ORAÇÃO, da ESCUTA DA PALAVRA e pedir a Ele que possamos estar abertos para sua graça e também para outro, não ver a pessoa como COISA, nem como UTILIDADE, mas como SER HUMANO, AMIGO e que no fim da vida na INUTILIDADE possa sempre amá-la!!!!!

Fiquem com Deus e tenham um dia abençoado!
Abração! 

Nosso compromisso:
Compartilhem a palavra de Deus àquele que você acredita que está necessitando!!!!!

Pe. Daniel