28 de novembro de 2013

Lucas 21,20-28

Bom dia meus amigos!
Aos poucos vamos retomando as nossas partilhas da Palavra de Deus diariamente e hoje somos convidados a refletir o Evangelho de Lucas 21,20-28
Fim da separação
A reflexão de hoje que convido a cada um fazer:
Nós já estamos vivendo os últimos dias do tempo comum, estamos às vésperas de começarmos a celebrar a esperada vinda do menino Jesus, nosso Salvador.
Todo o final de ano, nós nos perguntamos: o que tenho feito de bom? o que fiz de ruim? o que preciso melhorar como pessoa? São perguntas típicas do final de ano! Mas será que já nos questionamos: Quanto tempo tenho dado a Deus? E quanto tempo tenho dado ao mundo?
Nós temos um pouco ainda de receio quando lemos as leituras desta última semana  pois elas nos dirigem para o fim de todas as coisas, vemos destruição, terremotos, tribulações, mas este fim não é um fim destruidor, sim para um fim restaurador para àqueles que creem no Cristo, momento de grande graça, porque a libertação está próxima, o Senhor que vem para nos salvar.
Isto não é motivo para nos causar tremor ou temos, ou ainda tristeza dentro de nós, pois se conhecemos ao Cristo durante toda a nossa vida porque ter medo? Será dureza para aqueles que não o conhecem!
O Senhor virá libertar, salvar aqueles que são seus.
Hoje na liturgia temos um exemplo interessante que é o profeta Daniel, que viveu a experiência com Deus, mas não no momento que estava em aflição na cova cheio de leões, foi vivendo a sua experiencia de Deus a cada dia, que no dia que foi jogado na cova nenhum leão o comeu, porque Deus não quis o mal 
Isso nos ensina que devemos ser perseverantes na oração diária.
Portanto, vivamos bem a nossa vida, trabalhemos, conquistemos as coisas com honestidade, sigamos a Palavra, ouçamos a voz de Deus a cada dia.
Que não tenhamos medo e sejamos movidos pela esperança, porque o Senhor virá estabelecer um Reino glorioso no meio de nós, de Amor, de Paz...

Um bom dia e uma boa meditação
Fique com Deus
Pe. Daniel

14 de novembro de 2013

O Reino de Deus em nós

Leitura do Evangelho de hoje Lucas 17,20-25

A presença do Reino
































Naquele tempo, 20os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: “O Reino de Deus não vem ostensivamente. 21Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou ‘Está ali’, porque o Reino de Deus está entre vós”.
22E Jesus disse aos discípulos: “Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e n podereis ver. 23As pessoas vos dirão: ‘Ele está ali’ ou ‘Ele está aqui’. Não deveis ir, nem correr atrás. 24Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia. 25Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração”.

Meus queridos amigos, a paz, hoje vamos meditar o evangelho de Lucas, e quando estamos já no fim do tempo litúrgico, as leituras tem a tendência de nos levar para o fim último da nossa vida. E neste evangelho de hoje vemos que os fariseus perguntam para Jesus onde está o Reino de Deus? Ou que horas irá chegar este Reino para nós? 
Hoje também perguntamos em nossas orações, na nossa intimidade com Deus, onde Ele está? Se realmente está aqui do meu lado, nas orações, nós pedidos que faço diariamente? Deus onde está o teu Reino????
Primeiro: o Reino está no meio de nós! O construímos em nosso dia a dia, nas nossas ações evangélicas, nas nossas orações diárias, no nosso SIM que damos a nossa missão, a nossa vocação e também na prática da Boa Nova da palavra de Deus.
E em segundo, Deus está ao nosso lado diariamente nos amando, nos abraçando, porém é preciso ter um coração aberto para que Ele chegue a você.
Nestes tempos de retiro para Ordenação Presbiteral, que acabei de chegar, como que nós devemos nos sentir amados por Deus. Quando meditava ávida pública de Jesus. Jesus foi visitar a filha de Jairo, que estava morta! O Mestre diz que não está! Quando fiz a contemplação primeiramente do trecho bíblico, somente observei as personagens que nela existiam, e depois automaticamente eu fui colocado no lugar da filha, que estava alí esperando Jesus chegar! Que demora, mas a hora que se inclinou e me abraçou de um jeito que não queria que me soltasse mais,  me levantou pelos braços e me pediu para caminhar! Estas são experiências simples, mas que também somos convidados a fazer nas nossas orações, pedir a graça que Deus nos abrace diariamente, nos conforte, nos acolha, nos dê carinho!
Tenham todos um bom dia e uma meditação da Palavra
Fiquem com Deus