21 de dezembro de 2011

Visitação de Maria a sua prima Isabel


Vamos partilhar a Palavra de Deus de hoje, desta semana que nos faz preparar ardorosamente nosso coração para a celebração do Natal, e vemos na liturgia com o evangelho de Lucas 1,39-45 que é a continuação do texto de ontem, o encontro de duas mulheres Isabel e Maria.

Rezemos lembrando-se dos textos da segunda e terça-feira. O primeiro que anunciava o nascimento de João Batista a uma mulher que era estéril e o segundo a uma mulher virgem.
Nesta visita de Maria a sua prima Isabel vemos o encontro dos dois testamentos: o Antigo e o Novo. Isabel que traz o profeta eu vem preparar os caminhos do Senhor, endireita os caminhos, é a voz que vai anunciar a Luz que é o próprio Cristo, e ela que é mãe da esterilidade. Maria que traz o Salvador em seu seio, aquele que vem para trazer a salvação da humanidade, trazer a Boa Nova do seu Pai.
Como coloca o comentário do Missal Cotidiano: “Para Maria, o motivo do encontro é o desejo natural de comunicar o grande acontecimento que ela conhece, prestar auxílio a quem está em necessidade e reconhecer o sinal dado pelo Senhor através de Isabel, inserindo-se destarte no grande plano de Deus”. (p.91)

Maria é a mulher do serviço, que está no auxílio de quem precisa. E você tem esta atitude como a de Maria, de ser auxílio para aquele (a) que precisa de você?

Também trago para sua meditação a Segunda Leitura do Ofício de Leituras do dia de hoje da Liturgia as Horas, espero que ajude você a rezar e compreender o texto sagrado.

"Segunda leitura Da Exposição sobre o Evangelho de São Lucas, de Santo Ambrósio, bispo
(Lib. 2, 19. 22-23. 26-27: CCL 14, 39-42) (Séc. IV)

A visitação da Virgem Maria

O Anjo anunciara à Virgem Maria coisas misteriosas. Para fortalecer sua fé com um exemplo, anunciou-lhe a maternidade de uma mulher idosa e estéril, como prova de que é possível a Deus tudo que ele quer.
Logo ao ouvir a notícia, Maria dirigiu-se às montanhas, não por falta de fé na profecia ou falta de confiança na mensagem, nem por duvidar do exemplo dado, mas guiada pela felicidade de ver cumprida a promessa, levada pela vontade de prestar um serviço, movida pelo impulso interior de sua alegria.
Já plena de Deus, aonde ir depressa senão às alturas? A graça do Espírito Santo ignora a lentidão. Manifestam-se imediatamente os benefícios da chegada de Maria e da presença do Senhor, pois quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança exultou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo (Lc 1,41).
Notai como cada palavra está escolhida com perfeita precisão e propriedade: Isabel foi a primeira a ouvir a voz, mas João foi o primeiro a pressentir a graça; aquela ouviu segundo a ordem da natureza, este exultou em virtude do mistério. Ela percebeu a chegada de Maria, ele, a do Senhor; a mulher ouviu a voz da mulher, o menino sentiu a presença do Filho; elas proclamam a graça de Deus, eles realizam-na interiormente, iniciando no seio de suas mães o mistério de misericórdia; e, por um duplo milagre, as mães profetizam sob a inspiração de seus filhos.
A criança exultou, a mãe ficou cheia do Espírito Santo. A mãe não se antecipou ao filho; mas estando o filho cheio do Espírito Santo, comunicou-o a sua mãe. João exultou; o espírito de Maria também exultou. A alegria de João se comunica a Isabel; quanto a Maria, porém, não nos é dito que recebesse então o Espírito, mas que seu espírito exultou. – Aquele que é incompreensível agia em sua mãe de modo incompreensível – Isabel recebe o Espírito Santo depois de conceber; Maria recebeu antes. Por isso, Isabel diz a Maria: Feliz és tu que acreditaste (cf. Lc 1,45).
Felizes sois também vós, que ouvistes e acreditastes, pois toda alma que possui a fé concebe e dá à luz a Palavra de Deus e conhece suas obras.
Esteja em cada um de vós a alma de Maria para engrandecer o Senhor: em cada um esteja o espírito de Maria para exultar em Deus. Embora segundo a natureza haja uma só Mãe do Cristo, segundo a fé o Cristo é o fruto de todos; pois toda alma recebe o Verbo de Deus desde que, sem mancha e libertada do pecado, guarda a castidade com inteira pureza.
Toda alma que alcança esta perfeição, engrandece o Senhor como a alma de Maria o engrandeceu e seu espírito exultou em Deus, seu Salvador.
Na verdade, o Senhor é engrandecido, como lemos noutro lugar: Comigo engrandecei ao Senhor Deus (Sl 33,4). Não que a palavra humana possa acrescentar algo ao Senhor, mas porque ele é engrandecido em nós: a imagem de Deus é o Cristo e assim, quando alguém age com piedade e justiça, engrandece essa imagem de Deus, a cuja semelhança foi criado; e, engrandecendo-a, participa cada vez mais da grandeza divina."
 Liturgia das Horas vol. 1 p.317-318

Fique com Deus e tenham uma boa meditação e oração da Palavra de Deus
Danioel Bento Bejo

Nenhum comentário:

Postar um comentário