3 de novembro de 2011

Parábolas da misericórdia

Vamos partilhar e meditar o evangelho desta quinta-feira de Lc 15,1-10.
Hoje o evangelho de Lucas vem nos apresentar duas das três parábolas da misericórdia (Filho pródigo, da ovelha perdida e da dracma perdida).
Jesus vem nos contar duas parábolas para ilustrar o amor misericordioso que Deus tem para com cada um de seus filhos, pois elas tem para nos revelar a questão da perda e do reencontro.
O homem que tem cem ovelhas, uma se perde, ele vai ao encontro daquela que mais precisa, como a mulher que tinha a dracma perdida e procurando a encontra. No fim todos louvam e agradecem por aquilo que estava perdido e foi reencontrado.
A mesma coisa é com nós, quando nos perdemos através do pecado, Deus vem ao nosso encontro sendo misericordioso, tendo compaixão de nós, perdoando nossos pecados.

Alguns pontos para refletirmos:
- Estamos ajudando o outro a encontrar o caminho de conversão?
- pense na CONVERSÃO como ato constante de mudança interna e exterrna;
- tenho me convertido?
Podemos ter a certeza, que a partir da sincera conversão de coração poderemos ajudar os outros a se converterem, a chegarem a Deus, e a recompensa é a alegria que se faz por ter alcançado os objetivos de uma mudança de vida. Alegria nos céus é grande.
"Deus não ama o pecado, mas sim o pecador" Ele estende sua mão quando mais precisamos d'Ele.
"Se Deus é sempre misericordioso para conosco nos dá seu perdão, quem somos nós para não perdoarmos os outros?"
Em outro momento que você estiver tranquilo, medite a última parábola que é a do filho pródigo (Lc 15,11-32)e reflita a grande compaixão e miserdórdia que Deus tem por nós
Fiquem com Deus
Daniel Bento Bejo

Nenhum comentário:

Postar um comentário