6 de outubro de 2011

Oração

Oi meus amigos boa tarde!

 Vamos parar um minutinho e rezar a Palavra de Deus que hoje é muito convidativa para pensarmos  no que é a Oração

“Pedi e recebereis” (v. 9b)

Hoje somos tomados pela parábola do amigo importuno e que nos ensina a perseverança. A perseverança na Oração. Na nossa Oração devemos ser insistentes com perseverança.

Quero partilhar ainda o comentário ao “Evangelho do dia feito por Jean Tauler (c. 1300-1361), dominicano em Estrasburgo Sermão 17, para a segunda-feira antes do Ascensão

‘Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia’ (Mt 6,11)
‘Devemos considerar como e para que rezamos. Quando o homem se quer entregar à oração, deve antes de mais trazer o seu coração para dentro de si, afastá-lo das errâncias e das devassidões onde se perdia e cair com grande humildade aos pés de Deus, pedir-Lhe generosamente esmola, bater à porta do coração do Pai e mendigar o Seu pão, ou seja, a caridade. [...] Seguidamente, devemos pedir que Deus nos conceda e nos ensine a pedir aquilo que mais Lhe agrada na nossa oração e o que nos será mais útil.[...]
Nem todos os homens sabem rezar em espírito, alguns têm de recorrer à oração vocal. Neste caso, dirigir-te-ás a Nosso Senhor com as palavras mais amáveis, mais amigáveis e mais afectuosas que possas imaginar, e isso estimulará também a tua caridade e o teu coração. Pede ao Pai celeste que, através do Seu único Filho, Ele mesmo Se dê a ti, da forma mais agradável, como objecto da tua oração. E quando tiveres encontrado uma forma de oração que, mais que qualquer outra, te agrade e estimule a tua devoção [...], preserva essa forma de rezar e dá-lhe a tua preferência. [...] É necessário bater à porta com diligente perseverança, porque «aquele que se mantiver firme até ao fim será salvo» (cf. Mt 10,22; 2Tm 2,5). [...] «Se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo àqueles que Lho pedem!»’”
Fonte: www.evangelhocotidiano.org

Em nossas orações falemos com o Pai, peçamos aquilo que for de Sua vontade realizar, para que eu possa entender que ele e consequentemente seu amor são mais importantes que outras coisas.
Como anda a minha oração? Ela me leva em intimidade com o Pai ou não? Tenho pedido para que Ele faça a sua vontade em mim? As vezes na nossa vida decidimos fazer aquilo que nos dá na cabeça, e não ouvimos a voz de Deus, desistimos das coisas, nos desanimamos, pensando que isso não dará certo!

Sempre valorize a Oração, pois é também por meio dela que nos alimentamos espiritualmente, vencemos as ciladas do mal.
Fiquem com Deus
Daniel Bento Bejo

Nenhum comentário:

Postar um comentário