10 de outubro de 2011

“Nenhum sinal será dado a esta geração, a não ser o sinal de Jonas” (v.29)


Vamos meditar hoje o Evangelho de Lucas 11,29-32
“Nenhum sinal será dado a esta geração, a não ser o sinal de Jonas” (v.29)
 
Neste evangelho de Lucas podemos observar que os sinais atingem em Jesus Cristo o seu ápice. Em Jesus Cristo vemos o grande sinal, o Pai que por meio do seu filho vem nos trazer a salvação.
Devemos descobrir na pessoa de Jesus Cristo, homem-Deus o sinal de Amor que nos traz.
Um aspecto que temos neste trecho bíblico é o milagre, este que está na “condição humana de Jesus, assumida na fidelidade, na obediência e no amor absoluto, que irradia inteiramente a presença divina ao ponto de, na própria morte, Deus estar presente ao Filho para ressuscitá-lo” (Missal Cotidiano p. 1376)
Na mesma temática de ontem, Jesus sendo sinal de salvação, de conversão para a humanidade, ainda, o Pai que prepara as núpcias do Seu Filho, é preciso que o aceitemos dentro da nossa vida, aceitar em estar no banquete.

Será que correspondemos ao que Deus tem para nos oferecer a cada dia mediante a sua Palavra? Tenho sido recíproco a Sua vontade ou faço de conta que nem ouço ou presto a devida atenção?

Deus lança sinais na história e isso podemos ver desde o Antigo Testamento e que tem seu ápice como já dito no seu Filho, Jesus Cristo, que levem o homem à salvação, só que sem a correspondência humana tudo acaba tornando-se em vão.
Vejamos em Cristo o sinal pleno de conversão e salvação da minha vida, do meu egoísmo.
Não fiquemos sinais espetaculares para seguir a Cristo, pois o grande sinal de Jesus é ser fiel a sua Palavra e comunicar o seu amor.
Fiquem com Deus...
Tenham um bom dia
Daniel Bento Bejo

Nenhum comentário:

Postar um comentário